Estudo para Crianças, Intermediários e Adolescentes 08/04/2013 – O Testemunho do servo do Senhor

CRIANÇAS, INTERMEDIÁRIOS E ADOLESCENTES

TEMA DO MÊS: O TESTEMUNHO NA VIDA DO SERVO
ASSUNTO: 
A VIDA EXEMPLAR DE DANIEL
TEXTO FUNDAMENTAL: Daniel 5:12

Primeira Aula: 14-abril-2013

Ler:        Daniel 5:12 – “Porquanto se achou neste Daniel um espírito excelente, e ciência, e entendimento, interpretando sonhos, e explicando enigmas, e solvendo dúvidas, ao qual o rei pôs o nome de Beltessazar; chame-se, pois, agora Daniel, e ele dará interpretação”.

 

OBJETIVO DA AULA

Daniel – exemplo do servo que alcançou a vitória através
da decisão tomada diante do Senhor de testemunhar do Senhor numa terra estranha.

Assim, através do testemunho do Senhor na sua vida Daniel não se misturou, ou melhor, não se deixou contaminar com as festas de Babilônia e manteve sua comunhão com Deus, não se deixando corromper pelas ofertas de um mundo tão contrário a Deus. Por causa disso sua vida espiritual e sua progressão profissional foram preservadas.

 

INTRODUÇÃO

 

O FIM DO REINO DE BABILONIA

O império babilônico estava no seu apogeu, ou seja, no seu ponto máximo de progresso e prosperidade. Quem reinava agora era Belsazar, neto de Nabucodonozor. Ele achava que não iria se cumprir mais o juízo de Deus, anunciado por Daniel, quando ainda adolescente na interpretação do sonho do rei no capítulo 2:39 – “E, depois de ti, se levantará outro reino, inferior ao teu,”.

 

DANIEL CAPÍTULO 5

 

UMA FESTA MUNDANA

v.1       “O rei Belsazar deu um grande banquete a mil dos seus grandes e bebeu vinho na presença dos mil.”

A festa mundana dada por Belsazar para mil dos seus grandes mostrava o que é hoje o símbolo perfeito de um mundo sem Deus, que não se dá por avisado diante do juízo de Deus. O rei confiava na capacidade de armazenamento de alimentos em Babilônia para muitos anos à frente, de sorte que se achava capaz de resistir a um cerco (uma invasão) que pudesse durar mais de 20 anos.

O homem no mundo de hoje confia que os recursos da sua própria capacidade é que irão garantir sua subsistência no futuro, mesmo que seja em outro planeta. Isso é o mesmo engano que o rei Belsazar cometeu.

 

DAR-SE POR AVISADO DIANTE DOS JUIZOS DE DEUS

Como nos dias de Noé, quando veio o dilúvio, ou em Sodoma e Gomorra, quando choveu fogo e enxofre, porque não se deram por avisados. Mas em Nínive, por terem ouvido a palavra do Senhor pelo profeta Jonas a misericórdia do Senhor poupou-lhes a vida.

 

Mateus 24:38,39 – “Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem.”

Lucas 17:28,29 – “Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam. Mas, no dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre, consumindo a todos

Lucas 11:32 – “Os homens de Nínive se levantarão no Dia do Juízo com esta geração e a condenarão; pois se converteram com a pregação de Jonas; e eis aqui está quem é maior do que Jonas

 

OS PRAZARES DO MUNDO SÃO PASSAGEIROS

A grandeza de Belsazar sobe-lhe à cabeça. A tendência do homem é tornar o mundo formoso para satisfazer à carne, pois ele pensa somente naquilo que é temporal. O banquete de Belsazar é o banquete de Satanás hoje no mundo.

Dentro do palácio havia uma convocação de uma elite. Eram os representantes do império.

O QUE É O BANQUETE DE BELSAZAR NO MUNDO DE HOJE?

O mundo de hoje faz exatamente o mesmo que Belsazar fez:

  1. Embriaga-se com o vinho do pecado. Neste capítulo: 6 referências ao vinho.

v.1a     “…bebeu vinho na presença dos mil”.

 

  1. Apega-se àqueles que, aos seus olhos, são tidos como grandes, para tomá-los por modelo.

v.3       “…e beberam neles o rei, os seus grandes, as suas mulheres e concubinas”.

 

  1. Usa de deboche (zombaria) às coisas santas (ao trazer os vasos sagrados do templo) – é o caso hoje de músicas e filmes de deboche a Deus.

v.2       “…mandou trazer os utensílios de ouro e de prata que Nabucodonosor, seu pai, tinha tirado do templo que estava em Jerusalém…”

Top